Orações e denúncias: Centro de Petrolina tem novas manifestações contra fechamento do comércio

No quinto dia de vigência do decreto estadual nº 50.433 que prevê o fechamento do comércio não essencial, o Centro de Petrolina contou com novas manifestações nesta segunda-feira (22). Numa delas, evangélicos de várias igrejas se reuniram na Avenida Souza Filho numa emocionante corrente de orações pelo “comércio, trabalhadores, famílias e prosperidade nos estabelecimentos” e também pela “cura, pelas autoridades e pelas pessoas da cidade”, segundo o texto de convocação compartilhado nas redes sociais.

Vídeo: Reprodução WhatsApp

Impedidos de realizarem os cultos presenciais, os pastores vem buscando juntos a representatividades políticas no Estado a inclusão das igrejas na lista de serviços essenciais. A bancada evangélica da Câmara Municipal de Petrolina, inclusive, segue pressionando a mesa diretora da Casa Plínio Amorim para a apreciação dos projeto de Lei que estabelece essa alteração.

Outro fato marcante ocorrido na manhã de hoje (22) foi um embate ocorrido entre manifestantes e a Guarda Civil Municipal, em frente a uma loja de calçados localizada na Rua Dom Vital. Segundo o vídeo encaminhado à redação do Nossa Voz, o efetivo presente no local teria intimidado os manifestantes com bombas de gás lacrimogêneo.

Vídeo: Reprodução WhatsApp

O Nossa Voz entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Petrolina que está apurando os fatos relacionados ao vídeo.

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: