MP recomenda ao Estado da Bahia medidas para garantir a efetiva imunização dos grupos da Fase 1

MPBA
MPBA

O Ministério Público estadual, por meio dos promotores de Justiça que integram o Grupo de Trabalho contra o coronavírus, recomendou à Secretaria Estadual de Saúde que adote as medidas para garantir quantidade suficiente de doses de vacina para total imunização dos grupos considerados prioritários no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Além disso, a secretaria deve efetuar a busca ativa perante os serviços públicos de atenção domiciliar, unidades de saúde ou rede estadual e municipal, bem como entidades filantrópicas, abrigos de idosos e pessoas com deficiência, com dificuldades de locomoção e acamados que devam ser imunizados nessa primeira fase da vacinação.

Também deverá buscar junto ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) a identificação e vacinação de pessoas indígenas nestas condições. A recomendação foi expedida ainda para a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador e para a Secretaria Municipal de Saúde de Madre de Deus. As recomendações foram assinadas pelos promotores de Justiça Frank Ferrari, Patrícia Medrado, Rita Tourinho e Rogério Queiroz, que integram o GT Coronavírus, “O fator etário encerra aumento de risco de complicação do quadro clínico dos pacientes acometidos pela COVID-19, acentuando a vulnerabilidade dessa faixa populacional, por isso todos os grupos constantes da primeira fase do plano de vacinação devem receber a vacina de modo equitativo e tempestivo, assegurada a eficiência da imunização inclusive para aplicação das segundas doses”, afirmaram os promotores de Justiça.

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: