Mesmo com possibilidade de aumento em sua bancada, Marquinhos do N04 reafirma preferência por Júnior Gás

0
167

O discurso em defesa do retorno do vereador cassado, Júnior Gás (Avante), à Câmara de Petrolina feito pelo vereador, Marquinhos do N04 (Podemos), chamou a atenção. É que ao se posicionar desta forma, o parlamentar, que é líder da oposição, ignorou a possibilidade de aumentar o número de integrantes da sua da bancada, já que a vaga ociosa pode ser ocupada por Lucinha Mota, filiada ao Psol, partido que também faz oposição a gestão Miguel Coelho. 

Porém, em entrevista ao Nossa Voz desta segunda-feira (13), Marquinhos deixou claro que suas palavras não foram proferidas de forma aleatória ou no calor da emoção. O vereador reafirmou a torcida pelo retorno de Júnior, independente da decisão da Justiça Eleitoral quando ao substituto do filiado do Avante. 

“Costumo dizer que quem entrou pela porta foram os 23 que assumiram em 1° de janeiro. Qualquer candidato que venha entrar, que não seja nessa data , vai entrar pela janela. Quero aqui dizer também que reitero minha fala em numero, gênero e grau que nem a Justiça Eleitoral hoje qual é o candidato que vai assumir, se A, B ou C. Tem possibilidade de ser da oposição, tem possibilidade de ser da situação. Por isso, dei aquele discurso, que já conheço Júnior Gás, conheço a família dele, e quero dizer que estamos muito otimista que ele vai conseguir reverter esse quadro na segunda instância  e vai estar vereando com a gente trazendo proposições, indicações para toda Petrolina”, afirmou o oposicionista. 

Questionado se não veria vantagem no aumento da sua bancada, Marquinhos do N04 apontou que a indecisão da Justiça o faz encontrar conforto na configuração conhecida após a divulgação dos eleitos em 2020. “Pode vir um integrante do DEM, pode vir um integrante do MDB, que são partidos da situação. Há uma possibilidade de ser o Psol, mas tem duas possibilidade de não ser. Se é para entrar pessoas que não conheço, prefiro que esteja lá  quem está junto com a gente, quem, quem está lutando pelo povo, independente de ser oposição ou situação. (…) Estamos dependendo da decisão do juiz, Dr. Elder ou Dr. Marcos Bacelar, ordem judicial foi feita para ser cumprida, o que vier da Justiça estamos lá para acatar, mas, meu posicionamento, continuo dizendo que estou torcendo para que Júnior Gás reverta essa situação”, reforçou.