Justiça determina indenização a Domingos de Cristália por acusações de Júlio Cézar, mas líder comunitário apresentará recurso

0
36

Circulou ontem (21), nas redes sociais um documento que informava sobre a condenação do líder comunitário de Izacolândia, Júlio Cesar, a pagar uma indenização de danos morais ao ex-vereador Domingos de Cristália após acusações graves, em março de 2018, sobre o desaparecimento do cabo do Exército, Oldemárcio de Souza Pinto, do distrito de Izacolândia.

Pra quem não lembra, na épcoa, Júlio Cesar dizia que o cabo havia sido ameaçado pelo ex-vereador antes de desaparecer. A justiça acatou as alegações de Domingos em desfavor do líder comunitário. O ex-parlamentar havia solicitado uma indenização no valor de R$ 30 mil, mas a sentença do juiz de Direito, Vallerie Maia Esmeraldo de Oliveira, fixou o pagamento da indenização por danos morais em R$ 7 mil.

Júlio Cézar manifestou-se sobre as informações “Tem sido noticiado que fui condenado pela Justiça a pagar R$ 7 mil a Domingos de Cristália por palavras ofensivas. Em primeiro lugar gostaria de esclarecer que não fui condenado pela Justiça por corrupção, seja em qualquer tipo de suas modalidades. Em segundo lugar, é muito importante deixar bem claro que nesse processo em que foi julgado procedente em parte o pedido de danos morais contra minha pessoa, está ainda tramitando.Encerrou apenas a primeira fase do processo e no momento oportuno apresentarei meu recurso a essa decisão. O processo está longe de seu fim.Irei continuar minhas impugnações porque entendo que a decisão de primeiro grau fez uma interpretação descontextualizada dos fatos. Recorrendo estarei dentro do meu direito constitucional de discordar com essa interpretação.Mas graças a Deus estou tranquilo. Essa decisão foi uma interpretação sobre palavras e jamais sobre atos de corrupção. O processo continua e estamos na luta. Confio na Justiça”, pontuou.