Prefeito de Santa Maria da Boa Vista avalia primeiros meses de governo e garante pagamento de servidores em dia

Foto: Nossa Voz

O prefeito de Santa Maria da Boa Vista, George Duarte (PP), esteve no programa Nossa Voz desta terça -feira (6) para fazer um balanço sobre os primeiros 100 dias de governo. George falou sobre expectativas para os próximos meses de gestão e também sobre as dificuldades de abastecimento de água, além de dívidas deixadas pela gestão passada, que tem dificultado o desenvolvimento do município.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Questionado sobre reclamações de moradores do interior acerca da falta de abastecimento de água por carro pipa, o prefeito afirmou que tem tentado realizar a distribuição da melhor forma no interior. “Estamos sem auxílio do governo federal e estadual, então, estamos colocando com recursos do município quatro carros pipa e esperamos que daqui para o final do mês possamos dispor de seis. Sabemos que a demanda é grande, mas estamos procurando fazer o melhor para levar a água a maior quantidade de pessoas no interior do município”, diz.

O gestor citou também sobre as duas adutoras do município que não funcionam a contento. “Infelizmente a Adutora da Redenção ainda não está funcionando, a mesma foi abandonada pelo Governo do Estado e a Compesa não opera, depois foi repassada ao município, que não tinha condição de manter. Roubaram vários equipamentos, porque não havia vigilância. para manter mensalmente é cerca de R$ 30 a 35 mil. Tivemos uma conversa promissora com a Compesa, o que diminuiria em 60% a demanda do carro pipa, eles já têm orçamento e esperamos conseguir colocar em prática

” Já a Adutora do Garça nós estamos averiguando um parcelamento feito junto a Celpe, 8 vezes de R$ 32 mil reais deixado pela gestão anterior. Recebemos, no mês passado, uma conta de energia de R$ 43 mil e nesse último mês, uma conta de R$ 103 mil reais. Hoje teremos uma reunião com o Coordenador da Celpe pra saber o que houve, fomos pegos de surpresa. Tivemos uma reunião com pessoas que utilizam o sistema e veremos como faremos para diminuir os custos”, afirma.

SURPRESAS

Duarte destacou que a cada mês tem tido “supresas” desagradáveis com relação a altos valores deixados de serem pagos pela gestão passada. “Na Celpe, por exemplo, não há a possibilidade de fazer ligações novas, a não ser que seja pago um uma dívida de R$ 1 milhão e 500 mil. Para iniciar essa negociação, é necessário entrar com um valor de cerca de R$ 300 mil, que o município não possui. Recebemos alguns precatórios do Ministério Público do Trabalho, em que o município foi multado várias vezes, que somam mais de R$ 4 milhões de reais, então, é muito complicado tentar fazer algo no município quando não recebemos recursos dos Governos Federal e Estadual e ainda temos que pagar essas dívidas”, explica.

Questionado sobre o processo seletivo e o concurso público, ambos suspensos, Duarte afirmou que o processo foi suspenso por terem sido encontradas várias irregularidades, mas que ainda este mês será retomado. Já sobre o concurso, o gestor disse que terá respostas após a auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

PANDEMIA

“Nós não recebemos ainda nenhum auxílio do Governo Federal para o combate ao coronavírus, porém, procuramos fazer a contenção com o que temos, colocamos médicos nos postos atendendo, respeitamos os decretos estaduais,estamos fazendo o “Escola em Casa”, enviando atividades para os alunos fazerem em casa, e já vacinamos mais de 10% da população e 60% da população quilombola”, destacou.

AÇÕES

O prefeito destacou que apesar de todas as “surpresas” relacionadas às dívidas da gestão passada, tem cumprido com o pagamento de salários de todos os servidores em dia, além de fornecedores e prestadores de serviço. “Temos nos planejado para cumprir com todos os compromissos de fornecedores, servidores e prestadores de serviço, pagando todo mundo em dia, apesar de todos as “supresas”. “Temos realizado também mutirões de limpeza , já retiramos mais de 30 toneladas de lixo que estavam acumuladas no centro da cidade, além de iniciarmos a coleta de lixo na região ribeirinha e assentamentos do município, algo que nunca foi feito.

CAPTAÇÃO DE RECURSOS

“Temos procurado fazer um alinhamento junto ao Senador Fernando Bezerra Coelho, confiamos na força política dele. Nos reunimos na última semana, falamos de diversas ações para Santa Maria da Boa Vista e esperamos que devem chegar maciçamente no meio do ano”, diz. falamos do projeto Fulgêncio, para implementar ações, as ações devem chegar maciçamente no meio do ano. 

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: