COVID-19: Boletim desta sexta-feira registra 95% dos leitos de UTI ocupados e mais dois óbitos em Petrolina

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde de Petrolina, informa que a taxa de ocupação leitos de UTI desta sexta-feira (23), está em 95%. Dos 81 leitos, 77 estão ocupados. 61 pacientes são de Petrolina e 16 de outras cidades da região.

O boletim também traz informações sobre os novos casos confirmados. Foram 219 novos registros da Covid-19. Agora, 23.343 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus. O total de pacientes recuperados é de 20.175, isso representa 86,4% do total.

Dos novos infectados, 193 foram confirmados por exames realizados pela prefeitura, os outros 26 foram através de exames laboratoriais. São 100 pessoas do sexo masculino, com idades entre um e 89 anos, e 119 pessoas do sexo feminino, entre dois e 85 anos.

Petrolina registrou duas novas mortes. A mulher, de 63 anos, morreu no dia 6 de abril em um hospital público de Petrolina, no entanto, o registro de óbito só chegou nesta sexta-feira à Secretaria de Saúde. O outro óbito foi de um homem, de 76 anos, ocorrido nesta sexta-feira (23). Ambos não tinham históricos de comorbidades. Agora, a cidade passa a ter 338 mortes em decorrência da Covid-19.

Outras informações

A Secretaria de Saúde também divulgou informações complementares sobre a pandemia em Petrolina.

– Casos investigados: 1.802 pessoas sendo monitoradas, há possibilidade de estarem infectadas.
– Casos por raça/cor: Dos novos infectados 19 são pretos, um indígena, 142 pardos, cinco amarelos, 33 brancos e 19 não declararam raça.

– Casos descartados: Até agora, 89.065 casos já foram descartados. As pessoas que foram testadas tiveram resultados negativos.

– Casos ativos: O município tem 2.830 casos ativos do novo coronavírus.

Todas as informações sobre a pandemia na cidade estão disponíveis no site: petrolina.pe.gov.br/coronavirus.

Texto: Débora Sousa – Assessora de Comunicação da Secretaria de Saúde
Contato: (87) 98836-7643

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: