Câmara de Petrolina: Aero Cruz esclarece sobre demissões após encerramento de contrato com terceirizada

No Nossa Voz desta quinta-feira (11), a ouvinte Francileide da Silva ligou para o programa e relatou que trabalhava para a empresa Unika, terceirizada que prestava serviço para a Câmara de Vereadores Plínio Amorim, porém, na última terça (09), ela e cerca de 10 colegas foram demitidos. Segundo Francileide,não houve nenhum aviso prévio. “O presidente da Câmara, Aero Cruz, disse que não podia fazer nada, e que havia contratado outra empresa para trabalhar. Eu quero saber como fica isso, pois a empresa disse que não foi informada, nós também não. Eu estou gestante e quero saber como ficam meus direitos”.

O presidente da Câmara de Vereadores, Aero Cruz, entrou em contato com o Nossa Voz e esclareceu o ocorrido, informando que o contrato com a empresa Unika, sediada em Olinda, venceu no último dia 5 de fevereiro e, juridicamente, não havia mais possibilidade de renovação. “A empresa já prestava serviço há 5 anos à Câmara de Vereadores, porém, fomos informados pelo jurídico que não havia não havia mais capacidade de renovação, por conta do tempo de serviços prestados. Então, contratamos outra empresa em caráter emergencial,e a vencedora, que deu o menor preço, irá prestar serviços por um período de 180 dias, que é o tempo hábil para realizarmos a licitação ou pregão para uma nova contratação.

Aero afirmou ainda que não procede a alegação de que a empresa não foi informada do vencimento do prazo. “Tenho aqui as comunicações enviadas à Unika, informando que não seria mais possível renovar o contrato após os cinco anos de renovações. Cabe lembrar que os reclamantes são contratados pela empresa e não pela Câmara de Vereadores”.

Questionado pela apresentadora Neya Gonçalves sobre comentários de bastidores acerca da redução do número de assessores de vereadores de seis para quatro, o presidente afirmou que não tinha conhecimento deste ato, que o número continuava o mesmo e que cada vereador distribui os cargos da forma mais conveniente ao trabalho.

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: