Balanço: Saldo positivo marca Assembleia Geral Ordinária do Sicredi Vale do São Francisco

(Foto: Divulgação)

Apesar da pandemia da Covid – 19, a cooperativa financeira Sicredi Vale do São Francisco, concluiu o ano de 2020, com um saldo extremamente positivo em relação as conquistas de 2019. Os ativos totais, na ordem de R$ 134,4 milhões, cresceram 44%, passando para R$ 193,5 milhões; o patrimônio líquido, evoluiu de R$ 33 para R$ 37 milhões e as sobras líquidas, que são destinadas aos associados, subiram 15,1%, saindo de R$ 3,3 para R$ 3,8 milhões.

O balanço, que revelou os resultados positivos e todo esse crescimento, foi apresentado na noite desta quarta-feira (28), durante a Assembleia Geral Ordinária (AGO) da cooperativa, que, a exemplo do ano passado, também foi realizada de forma online em decorrência da pandemia.

Coordenada pelo presidente do Conselho de Administração, Antônio Vinícius Ramalho Leite, na companhia do diretor executivo, Albérico Pena, a AGO deste ano apresentou o relatório da gestão, prestou contas da destinação dos resultados, fez a leitura dos pareceres do auditor independente e do Conselho Fiscal e, após votação, aprovou por unanimidade, o balanço patrimonial e de várias outras demonstrações financeiras, além de eleger os novos representantes do Conselho Fiscal.

O novo Sicredi Vale do São Francisco, que teve ainda uma evolução de 45,5% nas operações de crédito e passou de 4.494 para 4,822 associados, também anunciou o plano de trabalho para o exercício 2021. Com destaque para a implantação de um projeto de incentivo ao agronegócio regional e incremento de empréstimos para ampliação de energia solar, a cooperativa de crédito pretende expandir o atendimento, inaugurando, ainda neste ano, mais uma agência em Petrolina, na avenida da Integração, e quatro outras unidades em cidades do norte baiano.

“Nossa cooperativa vem obtendo um dos melhores desempenhos entre as unidades do Sistema Sicredi em todo Brasil. Nosso objetivo é alcançar R$ 500 milhões de ativos totais em 2023 e trabalhar para obtenção de sobras da ordem de R$ 15 milhões e uma carteira de crédito de R$ 150 milhões, além de chegar em 2024 com 9 mil associados”, concluiu.

O Sistema Sicredi conta hoje com 4,9 milhões de associados, 108 cooperativas e 2.000 agências em 1.400 municípios do País.

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: