Após reclamações sobre aumento na tarifa de água, Compesa justifica: “reajuste anual de acordo com a inflação”

Após o anúncio de reajuste de 11,9% da tarifa de água da Compesa, o programa Nossa Voz desta quarta-feira (21) recebeu inúmeras reclamações de ouvintes que classificaram o aumento como absurdo.

A Companhia Pernambucana de Saneamento justificou o reajuste em nota. Confira:

“A Compesa informa que, conforme resolução da Agência Reguladora de Pernambuco (ARPE), publicada nesta terça-feira (20/07), será aplicado o reajuste anual tarifário no percentual de 11,90%, referente a 2021 e com vigência a partir de 19 de agosto deste ano. O reposicionamento tarifário obedece a Lei Federal 11.445/2007, que estabelece que os reajustes de tarifas de serviços públicos de saneamento básico sejam realizados no intervalo mínimo de 12 meses, de acordo com a variação da inflação. Desta forma, a tarifa mínima residencial (consumo de até 10m3 de água por mês) passará de R$ 45,13 para R$ 50,50.”

A tarifa social continuará com o mesmo valor de R$ 9,44, portanto, cerca de 600 mil pernambucanos estarão livres do reajuste.

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: