Após quase 3 anos preso, vereador de Ouricuri ganha liberdade e deve tentar retomar mandato

Após 2 anos e 8 meses preso, o vereador Gildejânio Melo (PSD), de Ouricuri, ganhou liberdade nesta terça-feira (26). Ele foi condenado, em 2018, a 11 anos, 6 meses e 7 dias de prisão, por plantar maconha em sua propriedade, um sítio na zona rural de Santa Filomena.

Gildejânio cumpriu parte da pena no presídio de Petrolina, Dr. Edvaldo Gomes, mas também chegou a ficar por um período na Cadeia Pública de Ouricuri. Segundo fontes do Nossa Voz, Melo agora deve tentar retomar o cargo na Câmara de Vereadores de Ouricuri. Vale destacar que hoje quem ocupa a vaga deixada por ele é o suplente Nanias de Santa Rita.

Lembre o caso

Em 25 de abril de 2017, a Polícia Militar localizou o plantio da droga na propriedade de Gildejânio Melo. Na época, o vereador disse não saber sobre a plantação. E no dia 19 de setembro do mesmo ano, ele foi preso.

Histórico

Gildejânio estava no seu terceiro mandato de vereador e foi presidente da câmara por duas vezes, além de ter sido o vereador mais bem votado da cidade nas eleições de 2016.

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: