Após fugir de Petrolina com criança de 10 anos grávida, casal é preso em Goiás

0
3777
(Foto: Ilustração- reprodução Internet)

Uma criança de apenas 10 anos, teria sido vítima de estupro de vulnerável, e consequentemente engravidado, estando com 22 semanas de gestação, onde o padastro é o principal suspeito deste bárbaro crime. O Conselho Tutelar de Petrolina (PE), realizou intervenções de medidas protetivas para os direitos da vítima.

Segundo informações, a criança foi escondida e um casal fugiu com a menina para o Estado de Goiás. A vítima sofria de violência sexual desde os nove anos, e segundo os relatos com o concedimento da própria mãe. Após articulações do Conselho Tutelar de Petrolina, da Delegacia Especializada da Mulher, como também do Conselho Tutelar de Bom Jesus do Estado de Goiás, juntamente com apoio da Polícia Civil (PC) e da Polícia Militar (PM) do referido Estado, foi possível a localização dos suspeitos e da criança que foi encontrada em situação de cárcere privado.

A dupla foi presa em flagrante pelos crimes sexuais contra a criança. É crime tentar impedir o trabalho do Conselho Tutelar ou do Ministério Público, a pena é de seis meses a dois anos, enquanto a lesão corporal grave da vitima, a pena é de 8 a 12 anos.

O Conselho Tutelar de Goiás, encaminhou a criança ao Serviço de Acolhimento Institucional.

(Com informações do Conselho Tutelar de Petrolina)