Agricultor é preso durante operação da Polícia Federal na zona rural de Orocó (PE)

A PF erradicou 1,6 mil pés de maconha e agricultor foi preso suspeito de tráfico de drogas, no Sertão do estado. (Foto: Divulgação / Polícia Federal)

Em ação conjunta com a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), a Polícia Federal (PF) prendeu um agricultor de 43 anos em flagrante suspeito de tráfico de drogas, em Orocó, no Sertão pernambucano. No momento da prisão, que aconteceu na última quarta-feira, mas foi divulgada pela PF somente nesta sexta-feira (12), foram encontrados e apreendidos cerca de 1.600 mil pés de maconha numa roça – equiivalente a 533 quilos -, distribuídos em aproximadamente de 400 covas. O suspeito, que não teve a identidade revelada, foi conduzido para a delegacia de Salgueiro. Enquanto outros dois homens fugiram do local.

“Ao chegarem no local foi detectado a presença de 3 suspeitos que estavam colhendo a maconha e ao perceberem a chegada dos policiais um foi preso, porém, os outros dois conseguiram fugir nadando através do Rio São Francisco”, explicou em nota a PF. De acordo com a polícia, o homem autorizou a entrada dos policiais em sua casa. Na ocasião, o efetivo afirma que foi encontrado cerca de 15Kg de maconha, 1.3Kg de sementes, uma espingarda calibre 12, 25 munições calibre 12 e 10 munições calibre.40.

Ainda segundo a PF, o agricultor teria confessado o crime. “O preso, um agricultor de 43 anos, natural e residente em Orocó/PE, confessou que a roça era de sua propriedade e que os outros dois que conseguiram evadir-se eram apenas ajudantes e que recebiam cerca de R$ 70 reais por dia para lhe auxiliar. Disse que era a primeira vez que estava plantando maconha e que a vendia pelo preço de R$ 250 o quilo”. Os policiais afirmam que o homem também contou que fumaria parte da maconha nos próximos três ou quatro meses, e ele que já havia sido preso e condenado a três anos de reclusão em 2004 por tráfico de drogas.

O agricultor foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, e posse ilegal de arma. Ele passou por audiência de custódia, ocasião em que foi confirmada a prisão preventiva. Depois da realização dos trabalhos legais, o homem foi conduzido à delegacia de Salgueiro, e, caso seja condenado, poderá pegar penas que variam de três a 28 anos de reclusão.

AcompanhamentoO ciclo produtivo da cannabis é acompanhado de perto por policiais federais e quando vai se aproximando o período da colheita novas ações são realizadas, coibindo a secagem e a consequente introdução no mercado consumidor. Segundo a PF, caso os 1.600 mil pés de maconha fossem colhidos, prensados e distribuídos em pontos de drogas, daria para se fazer 533kg do entorpecente.

“As constantes operações policiais de erradicação de maconha no sertão de Pernambuco, não tem dado tempo ao traficante daquela região em produzir a droga em seu pleno desenvolvimento, o que tem levado a importação da droga do Paraguai.  Isto também está demonstrado pelo aumento das apreensões feitas pela Polícia Federal de maconha vinda daquele país vizinho”.  

Compartilhe:

Ouça nosso podcast: